top of page

Continuidade que se põe à mesa



Uma família empresária nasce da iniciativa empreendedora dos fundadores e, ao longo de décadas, se amplia e se desenvolve para as próximas gerações. Nesse processo de evolução, o ambiente se torna inevitavelmente mais complexo, pois o que começa como uma jornada em torno de um objetivo se transforma em uma família, onde muitos acabam crescendo distantes das histórias e valores que deram origem ao espírito empreendedor.

É por isso que as relações invisíveis são tão importantes, pois elas criam as pontes, que conectam passado, presente e o futuro da família empresária.


Muitas famílias relatam que o senso de família é, com frequência, construído ao redor de uma mesa: do almoço de fim de semana aos eventos que reúnem toda a família, distintos sabores e perfis se congregam, trocam experiências e fortalecem relacionamentos, a partir do ritual que envolve preparar, cozinhar e desfrutar de uma boa refeição.


É por isso que, a partir desta edição, trouxemos uma nova seção para a revista Gerações. Com a Receita de Família, queremos eternizar pratos da origem de cada família, e que adquiriram, nas famílias empresárias, o poder de contar histórias por si mesmos. As receitas da “Nonna”, da “Oma” ou da “Bachan” se tornam uma forma de conectar vidas, histórias, propósito e valores.


O interessante é que esse não é um processo pensado de antemão, os pratos tradicionais de cada família vão marcando os momentos em família e ganhando significado ao longo da história, estabelecendo conexões emocionais com cada um de seus membros, uma memória afetiva. O neto que está ao redor da mesa ouvindo as histórias do passado se conecta com o que era essencial décadas atrás – e guarda essas histórias em seu coração e, associadas ao sabor das receitas da família.


Esse tipo de conexão, estabelecida a partir da convivência, contribui para a perpetuação das famílias empresárias. A experiência de dez famílias europeias estudadas pela Università Bocconi compõe a matéria de capa desta edição e revela os fatores essenciais para alcançar um, dois ou mais séculos de vida.


Mesmo em setores muito distintos, em geografias diferentes e em culturas diversificadas, famílias empresárias centenárias revelam verdades universais, que, quanto antes forem incorporadas, mais rapidamente irão gerar resultados e impulsionar o crescimento

e a continuidade.


O que fica claro, é que a perpetuação de uma família empresária, não acontece por acaso. Passar dos 100 anos de idade é resultado de um projeto, que se desenvolve ao longo dos anos. Os objetivos e o propósito da família são continuamente aprofundados, e transformados em metas estratégicas, para garantir a preparação para o futuro; um fluxo contínuo de formação de líderes; a transmissão contínua dos princípios, aprendizados e valores; a manutenção de uma família saudável; a definição de uma voz única para a família; e a prática da justiça com flexibilidade, entre outros fatores.


Independente de se encontrar na primeira, segunda ou décima geração, continua sendo essencial projetar o futuro. Ao mesmo tempo em que se cuida do hoje, o amanhã vai sendo preparado. Quanto antes esse processo começar, melhor. Afinal de contas, a perpetuação da família empresária acontece todos os dias, a todo instante.


Wagner Luiz Teixeira



6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page